Colunas


Perdão - Milagroso Remédio - 24/07/2015
O fato de sabermos de tudo isto responsabiliza-nos mais ainda, provocando em nós uma enorme estranheza ao descobrirmos que ainda ódio, repulsa e outros sentimentos negativos se alojam dentro de nós.

PERDÃO - MILAGROSO REMÉDIO! 


Jesus nos deu tantas e tantas lições de perdão que é quase impossível se acreditar que alguém que se diga cristão, não seja alcançado por um dos seus ensinamentos, tão bem exemplificados até na Sua hora extrema! 
Perdoou Madalena, Zaqueu, Pilatos, Judas, Tomé, Dimas... E nos perdoa o tempo todo! Mas nos alertou que “seríamos perdoados na mesma medida que perdoássemos aos nossos algozes, nossos ofensores.” Estamos permanentemente emitindo vibrações que modificam para melhor ou pior o ambiente onde vivemos! Muitas delas, armazenadas desde outras encarnações, tornam-se chamariz para todos aqueles que “se ajustam” a elas. 
A falta de perdão, seja para nós ou para os outros, nos infecciona e nos apodrece! Se não temos nenhum cuidado e vamos trazendo para dentro do nosso coração matérias tão nefastas – como ressentimentos, mágoas, remorso, autocondenação, queixas e outras da mesma linhagem – estaremos sempre doentes, dependentes de algum “remedinho”, para disfarçar e esconder o “mau cheiro” que exalamos! 
O fato de sabermos de tudo isto responsabiliza-nos mais ainda, provocando em nós uma enorme estranheza ao descobrirmos que ainda ódio, repulsa e outros sentimentos negativos se alojam dentro de nós. 
Ao reconhecer que todas as condições de ter incorporado os terapêuticos ensinamentos da nossa Doutrina – que já nos foi oferecido e ainda não o fizemos – necessitamos do auto perdão! Buscar finalmente, após o exercício de perdoar, não nos sentirmos como se tivéssemos feito o mais pesado dos sacrifícios, pois o perdão liberta! O perdão tira de nós as algemas que o ódio colocou, retiranos o lixo da mágoa, leva para longe de nós o tormento do remorso e da culpa, permitindo ser instalados na nossa intimidade, a Paz e o Amor! 
O perdão nos humaniza e nos aproxima de tudo que Jesus preconizou e aguarda pacientemente que nós, seus seguidores, o façamos de boa vontade! 

 

PERDOEMOS ENTÃO!

Natércia Freitas

(Fonte: www.caminhodaredencao.org.br)